Nosso programa semanal!

A Rádio Web Manawa nos convidou e aceitamos de pronto! Toda 5ª-feira, das 18h às 19h, estamos no ar!
Você pode ouvir pelo site da rádio ou ver pelo Youtube e Facebook. Acompanhe!

 

Mas nossos programas anteriores continuam disponíveis! Clique AQUI!

O que foi notícia! (03/dez/2021)

Receba gratuitamente as notícias por e-mail. Clique AQUI


ESTAMOS EM RECESSO! Voltamos com início das aulas em 2022

Focando Educação

Qual o impacto das renúncias em massa na área da Educação

Nexo

Pesquisa internacional mostra avanço na Educação Básica brasileira

Folha de Pernambuco

Covid-19 suspende aulas de 99,3% das escolas de educação básica

Dinheiro Rural


Postagens antigas? Confira AQUI


Notícias para refletir

A queda de criatividade em adolescentes do mundo que chama a atenção da OCDE

(15/nov/2021) (...) Para mensurar essas habilidades globalmente pela primeira vez, a OCDE realizou uma pesquisa em dez cidades: Bogotá e Manizales (Colômbia), Daegu (Coreia do Sul), Helsinque (Finlândia), Houston (EUA), Istambul (Turquia), Moscou (Rússia), Ottawa (Canadá), Sintra (Portugal) e Suzhou (China).
E o que chamou a atenção dos pesquisadores é que, de modo geral, jovens de 15 anos pareciam ter (segundo sua própria visão e a dos adultos) quase todas as habilidades socioemocionais muito menos desenvolvidas, em comparação com as crianças de dez anos. Ou seja, aparentemente há uma queda significativa nessas habilidades à medida que as crianças crescem e entram na adolescência.

BBC

Contra vício digital, neurocientista propõe vetar telas a crianças de até 6 anos

(13/nov/2021) Jovens entre 13 e 18 anos usam aparelhos digitais para fins recreativos por aproximadamente sete horas e meia por dia. Para uso escolar, no entanto, o tempo médio se resume a uma hora.
Dados como esses chamam a atenção de Michel Desmurget, neurocientista e diretor de pesquisa do Instituto Nacional de Saúde da França, e estão presentes no seu novo livro, "A Fábrica dos Cretinos Digitais: Os Perigos das Telas para as nossas Crianças" (Editora Autêntica).

Folha de São Paulo

Por que este texto pode mudar seu cérebro — as descobertas da neurociência sobre a leitura

(05/nov/2021) O título deste texto pode parecer pretensioso, mas ele reafirma um fato científico: a leitura muda a química, a física, o funcionamento e a anatomia do nosso cérebro. A questão é o quanto o ato de ler consegue transformá-lo. Para o neurobiólogo espanhol Francisco Mora, isso depende do texto conseguir despertar nossa curiosidade e, sobretudo, as emoções.

BBC

O que é a leitura profunda e por que ela faz bem para o cérebro

(01/nov/2021) Apesar de estarmos lendo mais palavras do que nunca — uma média estimada de cerca de 100 mil por dia —, a maioria vem em pequenas pílulas nas telas de celulares e computadores, e muita coisa é lida "por cima".
Essas mudanças de hábito têm preocupado cientistas, entre outros motivos, porque a transformação de novas informações em conhecimento consolidado nos circuitos cerebrais requer múltiplas conexões com habilidades de raciocínio abstrato que muitas vezes faltam na leitura "digital".

BBC

'Abandonei estudos, fingi ter emprego e escrevi carta de suicídio': os riscos do vício em games

(29/out/2021) Canadense com 32 anos de idade, Adair acabou por se tornar o fundador do Game Quitters, um grupo de ajuda online para pessoas que lutam contra o vício em jogos. O grupo tem atualmente mais de 75.000 membros em todo o mundo.
Embora a tecnologia e especificamente a internet tenham ajudado a manter o mundo funcionando durante os confinamentos causados pelo coronavírus, ele conta que tem sido difícil para pessoas como ele.

BBC

Assim funciona o cérebro da criança e do adolescente

(12/out/2021) Existem quatro cérebros: o vermelho, o verde, o azul e o amarelo. Esta é a metáfora que o psicólogo infantil e doutor em Educação Rafa Guerrero usa no seu livro El cerebro infantil y adolescente: claves y secretos de neuroeducación (inédito no Brasil), que tem como objetivo explicar a todos os públicos – adultos ou não – as funções cerebrais destas quatro aéreas de uma forma pedagógica, útil e simples: “O cérebro funciona como um todo, está interconectado, e o objetivo que temos como pais, mães, professores e terapeutas é colar, unir essas quatro zonas. Para tornar isso bem simples, decidi diferenciá-los por cores”, diz Guerrero.

El País

Redes Sociais podem ser prejudiciais à saúde e ao bem-estar das crianças

(12/mai/2021) É de extrema importância que os pais monitorem as redes sociais dos filhos, afinal hoje em dia existe de tudo na internet. Um grupo de 40 procuradores-gerais de Estados norte-americanos solicitou nesta segunda-feira que o presidente-executivo do Facebook (FB), Mark Zuckerberg, descarte os planos de lançar uma versão do Instagram para crianças menores de 13 anos.

Ler e Aprender

Covid-19: dificuldade de concentração e memória fraca podem durar meses após infecção; entenda

(20/mar/2021) "A covid-19 é, sem sombra de dúvidas, a doença mais preocupante do século no impacto e prejuízo das funções neuropsicológicas", diz a neuropsicóloga Lívia Valentin, professora e pesquisadora da Universidade de São Paulo (USP).
Ela liderou um estudo sobre o tema no Instituto do Coração (Incor), que identificou problemas de memória de curto prazo em 63% dos pacientes com covid-19 e dificuldades de atenção em 72% deles.

BBC

4 efeitos do racismo no cérebro e no corpo de crianças, segundo Harvard

(19/dez/2020) Episódios diários de racismo, desde ser alvo de preconceito até assistir a casos de violência sofridos por outras pessoas da mesma raça, têm um efeito às vezes "invisível", mas duradouro e cruel sobre a saúde, o corpo e o cérebro de crianças.
A conclusão é do Centro de Desenvolvimento Infantil da Universidade de Harvard, que compilou estudos documentando como a vivência cotidiana do racismo estrutural, de suas formas mais escancaradas às mais sutis ou ao acesso pior a serviços públicos, impacta "o aprendizado, o comportamento, a saúde física e mental" infantil.

BBC

Conheça guia sobre proteção de crianças e adolescentes no uso de tecnologias nas escolas

(03/dez/2020) A pandemia do coronavírus impôs novos desafios para as escolas. Com o ensino a distância, o uso da tecnologia se tornou essencial. Para apoiar os educadores nesse momento, o Instituto Alana, Educadigital e Intervozes, com o apoio do NIC.br, elaboraram o guia " A Escola no Mundo Digital : Dados e direitos de estudantes", disponível em um site interativo. O guia fala sobre a proteção de crianças e adolescentes no uso de tecnologias nas escolas.

MSN

Veja notícias mais antigas que ajudam a refletir AQUI